Em 2009 a Quinta do Vallado decidiu alargar a sua área de vinha própria, tendo elegido o Douro Superior como o local mais favorável para o fazer.

vinha orgânica

Foi adquirida a Quinta do Orgal, em Castelo Melhor - Vila Nova de Foz Côa, onde, até hoje, se plantaram 35 hectares de vinha e onde se pratica agricultura biológica.

Embora esta seja a sub-região do Douro com menos densidade de plantação de vinha, principalmente devido aos difíceis acessos de antigamente e à escassez de mão-de-obra, hoje em dia é considerada como um dos ‘terroirs’ com mais potencial no Douro.

Aqui foram plantadas as castas tintas Touriga Nacional (70%), Touriga Franca (27%) e Sousão (3%), em encostas de solo xistoso, predominantemente viradas a norte. Foi também plantada a “vinha do Angelino” - uma vinha com mistura de castas - à semelhança do que se fazia outrora no Douro - onde se usaram as castas Tinta Amarela, Tinta Roriz, Alicante Bouschet, Touriga Franca, Tinto Cão, Rufete e Baga.

A certificação oficial de produção em modo biológico foi concedida em 20 de Fevereiro 2015 com efeitos a partir de Fevereiro 2012.

Aqui foram plantadas as castas tintas Touriga Nacional (70%), Touriga Franca (27%) e Sousão (3%), em encostas de solo xistoso, predominantemente viradas a norte. Foi também plantada a “vinha do Angelino” - uma vinha com mistura de castas - à semelhança do que se fazia outrora no Douro - onde se usaram as castas Tinta Amarela, Tinta Roriz, Alicante Bouschet, Touriga Franca, Tinto Cão, Rufete e Baga.

A certificação oficial de produção em modo biológico foi concedida em 20 de Fevereiro 2015 com efeitos a partir de Fevereiro 2012.

Em Maio de 2016 foi lançado o primeiro vinho feito exclusivamente a partir das vinhas orgânicas da Quinta do Orgal - Vallado Douro Superior - Vinhas Orgânicas - 2014.

Please note, your browser is out of date.
For a good browsing experience we recommend using the latest version of Chrome, Firefox, Safari, Opera or Internet Explorer.